Geral

Intercâmbio Teatral no Recanto das Emas

Termina no domingo a 2ª edição do Festival Nacional de Teatro de Bolso do DF, na cidade do Recanto das Emas. 

Para a edição de 2019, oito espetáculos de São Paulo, Amazonas, Maranhão, Bahia e Distrito Federal participarão da Mostra Competitiva, que distribuirá 9 mil reais entre os vencedores nas categorias de Melhor Ator, Melhor Atriz, Melhor Direção e Melhor Espetáculo. Outros espetáculos convidados farão parte da programação ao longo do festival.

URROU

O projeto, que conta com recursos do Fundo de Apoio à Cultura do Distrito Federal, gera empregos no Recanto das Emas e movimenta a cadeia artística local. Os artistas participantes ficarão alojados em apartamentos da comunidade e os momentos de alimentação contarão com a presença de todos, validando o intercâmbio e quebrando hierarquias nesse encontro popular de teatro.

Confira agora a programação desta semana:
II FESTIVAL NACIONAL DE TEATRO DE BOLSO DO DF

21 DE MAIO, TERÇA
15h – “Extrato de Nós”/ MA
O espetáculo da Pequena Companhia de Teatro apresenta a história de um homem que espera a hora e sua partida. O solo de Cláudio Marconcine mostra que sobreviver num território de passagem acaba sendo a última alternativa.
Local: Teatro H2O
Classificação: Livre

20h – “Quarto Azul”/ AM
O espetáculo do Grupo Jurubebas de Teatro leva a plateia para dentro da intimidade de um casal que vive todas as situações comuns do início de um relacionamento. A peça é de autoria de Kirk Thiago Pedroso e Felipe Maya Jatobá, que assina a direção e divide a cena com o ator Marcons Santtini.
Local: Teatro H2O
Classificação: +14

22 DE MAIO, QUARTA
15h – “Deixe a luz da varanda acesa”/DF
De uma relação entre duas personagens, a peça narra a reaproximação de Rita, uma senhora de 60 anos, e Verônica, a filha biológica de sua companheira. Ambientado no interior da casa onde as três conviveram, o lar é o espaço que acolhe o reencontre dessas mulheres. A peça conta com atuação das atrizes Lilian França e Áurea Liz Carvalho e tem direção de Gelly Saigg e Ernandes Silva.
Local: Teatro H2O
Classificação: +14

20h – “URROU”/ SP
O espetáculo da Cia. Mônica Alvarenga é um trabalho contemporâneo que dialoga com as fronteiras da dança, teatro e performance. Inspirado no culto do Boi Ápis do Antigo Egito e no arcabouço do Bumba-Meu-Boi, a obra faz uma conexão entre o arcaico e o novo e o sagrado e profano, além de retratar o empoderamento e a resistência feminina.
Local: Teatro H2O
Classificação: +16
Vídeo da Peça: https://youtu.be/ZtzD5ibsFrY

23 DE MAIO, QUINTA
15h – “Nem tudo foram flores”/ SP
O espetáculo mostra a vida de duas jovens mulheres durante os primeiros anos de chumbo da ditadura militar, passando por acontecimentos reais desse passado trágico de nossa história. Sentimentos se cruzam e amores são descobertos nessa obra dirigida por Rafael Lopes com Clara de Biaggio e Larissa Gasparotto no elenco.
Local: Teatro H2O
Classificação: +16
Vídeo da peça: https://youtu.be/vVV77yEhC8I

20h – “Quem matou Edvard Munch”/ SP
O espetáculo do Núcleo O Ator Maestro parte da vida e obra do pintor norueguês Edvard Munch e questiona os produtos culturais contemporâneos e o fazer artístico. Com atuação de Lucas Sancho, a peça mostra Edvard Munch preso dentro de sua obra mais famosa: O grito. Sem lembrar-se de como caiu ali, Edvard busca em suas telas as memórias para saber quem o está fazendo de refém. Através de leituras que a a plateia faz dos quadros projetados, Munch vai refazendo seu caminho em busca de uma saída.
Local: Teatro H2O
Classificação: +14
Vídeo da Peça: https://youtu.be/gD3PCQCADaU

24 DE MAIO, SEXTA
15h – “As Bondosas”/ BA
O espetáculo da Cia. Teatrando apresenta a história de três inusitadas carpideiras: Angústia, Astúcia e Prudência. Enquanto elas velam uma defunta, não só alfinetam umas às outras como também fazem hilariantes acusações à morta, seus familiares e condolentes
Local: Teatro H2O
Classificação: 16 anos

20h – “Quando os elefantes saem para passear”/ DF
O espetáculo da Cia. Marcela Holanda é a continuação de uma pesquisa de linguagem cênica iniciada no ano de 2000, assumindo o contraponto entre texto dramático X encenação. O elefante vem como uma bela metáfora de nosso próprio ser: ternura, macia, delicada e sensível encapsulada por uma casca dura e grossa; couraças de proteção ao sofrimento e às duras aprendizagens.
Local: Teatro H2O
Classificação: 14 anos

*Todos os espetáculos têm entrada franca, mediante lotação do espaço.
O Teatro H2O fica na Quadra 101 Conjunto 12, do Recanto das Emas

FICHA TÉCNICA:
Este projeto conta com recursos do Fundo de Apoio à Cultura do DIstrito Federal
REALIZAÇÃO: FAC e Cia. Teatral H2O
COORDENAÇÃO DE PRODUÇÃO: Kacus Martins
COORDENAÇÃO: Marcio Rodrigues
PRODUÇÃO: Revacy Moreira
ASSISTENCIA DE PRODUÇÃO: Albergue Lima, Beto Cesar, Enilda Rodrigues, Marcia Costa, Marry Gomes, Rai Melodia, Yago Queiroz
ASSESSORIA DE IMPRENSA E ARTE FINALIZAÇÃO: Josuel Junior
MÍDIAS SOCIAIS: Barbara Freitas
FOTOGRAFIA E FILMAGEM – Ronia Santos
TÉCNICA DE LUZ E SOM: Tauana Barros
CURADORIA: Eloisa Cunha, Miqueias Paz, Paulo Russo
JURADOS: Eloisa Cunha, Miqueias Paz, Sergio Luiz Coelho
Paulo Russo e Val Conceição.
EQUIPE DE COZINHA: Marilde Viana, Tania Barros, Célia Mesquita, Samara Medeiros.