CoMA investe em iniciativas socioambientais

Foto: Luara Biaggi

O Festival CoMA (Convenção Música e Arte), que acontece entre os dias 2 e 4 de agosto, já nasceu com propósito socioambiental. Inspirado no plano Agenda 2030, da Organização das Nações Unidas (ONU), o evento, desde 2017, tem o objetivo de incentivar as boas práticas de inclusão, a valorização da cultura local, a redução dos impactos ambientais e o bom atendimento. Entre as ações, a convenção oferece acessibilidade, transporte e ingresso gratuito para pessoas com deficiência e várias alternativas sustentáveis, como utilização do eco copo e o plantio de árvores. 

A responsabilidade do festival com o meio ambiente começa desde da utilização do eco copo até o descarte correto do lixo gerado nos dias de evento. Para a cenografia, são utilizados mobiliários reutilizáveis, como bambu e pallet. Sobre o sistema de iluminação, lâmpadas de LED foram utilizadas a fim de reduzir 80% da demanda de energia.

Além disso, o CoMA faz coleta seletiva. A parte reciclável vai para uma cooperativa parceira que gera trabalho e renda para 20 famílias do DF. Já 100% dos resíduos orgânicos, serão destinados para produção de adubo. 

Outras alternativas sustentáveis são as camisetas de toda equipe, que são feitas 100% de algodão, e a não utilização de canudos plásticos. A convenção também prioriza a comunicação eletrônica, evitando a utilização de papel. 

Compensação 

Desde a 1ª edição, o festival faz a compensação dos impactos gerados pelo consumo de energia, da queima de combustíveis fósseis e geração de resíduos orgânico. Entre as medidas adotadas para neutralizar, o plantio de árvores na Bacia do Descoberto. Em um ano, o CoMA reduziu de 126 para 84,36 toneladas de CO2 produzidos. 

Inclusivo 

Do cardápio às estruturas são adaptadas para receber pessoas com deficiência. Há, inclusive, uma equipe de apoio, com intérprete de libras e também guias para acompanhamento de cegos e cidadãos com dificuldade de mobilidade. Haverá programação em áudio e braile. 

O projeto arquitetônico também foi todo pensado para o conforto dos PCDs. Ele contempla vagas, mesas na praça de alimentação, cardápios em braile e banheiro reservados e adaptados. Além de espaços exclusivos com visão privilegiada dos espetáculos. Há cadeiras de rodas disponíveis, protetores de ouvidos para autistas, visando o melhor conforto acústico durante os shows, e protetor solar para pessoas com albinismo e lúpus. 

As pessoas com deficiência e acompanhante não pagam ingresso para os shows e ainda têm à disposição uma van gratuita. O transporte sai da rodoviária do Plano Piloto de hora em hora a partir das 10h. 

O festival ainda reserva 7% dos postos de trabalho (entre 70 e 100 pessoas) para os PCDs que querem fazer parte dos bastidores do evento.  

Neste ano, o CoMA vai contemplar oito ONGs que acolhem jovens de regiões periféricas da capital federal. Os selecionados vão ganhar transporte, alimentação e ingresso para curtir toda programação da convenção. 

Economia local 

Na gastronomia, pratos trazem insumos de pequenos produtores familiares e orgânicos, visando fomentar o economia do DF. Outra iniciativa do festival é valorizar a cultura e os artistas locais, assim 50% das atrações fazem parte da cena musical da cidade. 

Educação sustentável 

Durante o festival, as equipes são treinadas para compartilhar com todos os envolvidos, entre prestadores de serviço e público, várias ações e campanhas a fim de proporcionar um ambiente de aprendizagem com iniciativas que visam a responsabilidade socioambiental.  

Bem-estar 

O CoMA também reserva um espaço de acolhimento e atendimento ao público. Nele, a equipe é treinada para lidar com qualquer tipo de situação, desde uma informação sobre o ingresso até atender situações, como uma roupa que precisa ser costurada. Há, inclusive, um local voltado às mulheres e às pessoas com deficiência, visando a segurança e o conforto de todos no evento. 

CoMA – Convenção de Música e Arte

Shows 

Data: 2 a 4 de agosto

Complexo CoMA:

– Gramado da FUNARTE

– Clube do Choro

– Planetário

Ingressos:

Pelo site: https://www.festivalcoma.com.br/

Passaporte (Festa de Abertura + Shows dia 3 e 4) – SOLD OUT

Conexões (Shows dia 3 e 4) – R$ 74 (meia) / R$ 148 (inteira) 

Por dia: R$ 40 (meia) / R$ 80 (inteira)

Classificação indicativa: 16 anos

Informações: www.festivalcoma.com.br

Conferência 

Data: 1 e 2 de agosto

Local: Centro de Convenções Brasil 21

Horário: 10 às 19h

Ingressos: R$ 80

Copyright© 2018 | Gazeta Brasília - Jornal Online de Brasília | contato@GazetaBrasilia.com.br